Saltar para: Post [1], Comentários [2], Pesquisa e Arquivos [3]



emprestadado

por Sara, em 14.08.13

São duas mãos dadas. Não podemos sair de nós? Olhos que nos rodeiam, vamos nos juntar a eles. São memórias que vejo, não pessoas felizes. Dou por ela e não estou realmente a dar a mão a alguém. É a minha memória. Saí de mim e é isto que vejo. Uma pessoa que não vê pessoas mas sim memórias. Triste, não? Mas não acho que seja a única.

Esqueletos andantes. Palavras distorcidas. Provérbios que se dizem sem saber o significado. Expressões que não são nossas. Frases repetitivas. Imagens que não saem da cabeça.

É, é isto. Texto sem nexo. Palavras foleiras. 

por Só Sara, em 30.12.12

Autoria e outros dados (tags, etc)


10 comentários

Imagem de perfil

De Komatsu a 14.08.2013 às 18:50

Olha, eu gostei.
Imagem de perfil

De marie anne a 16.08.2013 às 21:55

acho que nunca seremos os únicos a viver as coisas de determinada maneira, perdemos um pouco a singularidade.
neste aspecto, junto-me a ti.
Imagem de perfil

De marie anne a 16.08.2013 às 22:09

na minha opinião, o mais difícil é viver no presente. o futuro e o passado são demasiado tentadores.
Sem imagem de perfil

De ariana a 16.08.2013 às 23:35

pena é continuarmos a pensar que amanhã isso logo se faz.
Sem imagem de perfil

De ariana a 16.08.2013 às 23:36

ora, também eu.
Imagem de perfil

De marie anne a 18.08.2013 às 00:17

tens razão, talvez noutro contexto, com outras pessoas, não fosse um contra. talvez fosse até bonito. mas, neste caso, nem por isso.
Imagem de perfil

De dolcescrittora a 19.08.2013 às 00:20

ai, adorei!
Sem imagem de perfil

De ariana a 19.08.2013 às 21:02

e fazemos em cima do joelho.
Imagem de perfil

De Lhuna a 19.08.2013 às 22:13

tenho medo de escrever sobre o amor bonito. tenho medo que não saiba a mim. que não seja o que estou habituada a ser. que não faça sentir.
Sem imagem de perfil

De ariana a 21.08.2013 às 11:08

por algum motivo específico, sarinha dos caracóis?

Comentar post



Mais sobre mim


Subscrever por e-mail

A subscrição é anónima e gera, no máximo, um e-mail por dia.

Arquivo

  1. 2014
  2. J
  3. F
  4. M
  5. A
  6. M
  7. J
  8. J
  9. A
  10. S
  11. O
  12. N
  13. D
  14. 2013
  15. J
  16. F
  17. M
  18. A
  19. M
  20. J
  21. J
  22. A
  23. S
  24. O
  25. N
  26. D