Saltar para: Post [1], Comentários [2], Pesquisa e Arquivos [3]


Nunca conseguimos ser só nós. Não há espaço. Vamos viajar.

Calhou a nós sermos nós, mas ninguém nos vai tornar num rio quando somos duas gotas da imensidão. Salgadas, saudosas e desconhecidas. Eles nunca irão ver o que eu vejo, aos meus olhos, a tua parte por revelar. Poesia e maresia. Noites de Inverno, manhãs de Verão. Pássaro fugitivo, mariposa que sobrevoa a luz. Mistura entre nacionalidades, entrelaçado de David e Judite. Pedaços de mim em ti, que ninguém jamais apagará.

Vamos ser tudo aquilo que ansiamos, juntas. Eu contigo. Sempre. 

Autoria e outros dados (tags, etc)


3 comentários

Imagem de perfil

De Komatsu a 08.09.2013 às 14:26

Que texto tão bonito e sentido, Sara (:
Imagem de perfil

De meninapequenina. a 17.09.2013 às 15:16

Fiquei tentada a levantar-me da cadeira e aplaudir!
Não sei explicar mas quando entro no vosso blog sinto-me também vossa irmã,sinto-me em casa.
Imagem de perfil

De dolcescrittora a 20.09.2013 às 16:54

o importante é que se vejam uma à outra e essa intimidade transparece do texto - torna-o bonito e enternecedor.
Estes vossos textos dão-me vontade de sair daqui, no bom sentido da expressão.

Comentar post



Mais sobre mim


Subscrever por e-mail

A subscrição é anónima e gera, no máximo, um e-mail por dia.

Arquivo

  1. 2014
  2. J
  3. F
  4. M
  5. A
  6. M
  7. J
  8. J
  9. A
  10. S
  11. O
  12. N
  13. D
  14. 2013
  15. J
  16. F
  17. M
  18. A
  19. M
  20. J
  21. J
  22. A
  23. S
  24. O
  25. N
  26. D