Saltar para: Posts [1], Pesquisa e Arquivos [2]



entre linhas

por Liana, em 29.08.13

"O coração da fêmea é um labirinto de subtilezas que desafia a mente grosseira do macho trapaceiro." - Carlos Ruiz Zafón, Sombra do Vento.

Autoria e outros dados (tags, etc)

Je t’aime, un peu, beaucoup, à la folie, passionnément, je ne t’aime pas.

A casa começa a desmoronar; quando uma tempestade se consome outra já se está a aproximar, de bicos de pés para a madeira não ranger, não se prevê a sua chegada tão pouco o seu fim, vem de anos atrás. Não se tratavam de ilusões, os desabafos eram precisos e ninguém os escutou, meteu-se na biblioteca. A primavera tinha acabado e os floreados passaram, un peu. As cartas que começavam a tremelicar pelo vento. A tempestade não abdicava do seu poder. Os danos que são feitos, o que fica por dizer, o tom que se encarrega nos diálogos… voltemos à manutenção da casa, pelos pilares. 

Autoria e outros dados (tags, etc)

Tags:

Deves estar a pensar que isto trata-se apenas de umas breves e simples palavras, e não te enganas. São, e são certeiras, bem em direcção ao alvo. Acho que as pessoas já te desmascararam e já começam a conhecer-te melhor e verdadeiramente. Sim, que quando se expõe e admite que tem e que há fragilidades e sentimentos, que ameaças realmente te ameaçam, a pessoa que pensa que todas vão passar, pisar, calcar até o que estava já não exista. Pois então tudo o que te faz vulnerável aos olhos dos outros, dos estranhos, dos que querem luta com falsas acusações, que se acautelem pois a D. Sara é perigosa e amorosa. Cruelmente simpática e com boa educação. 

Autoria e outros dados (tags, etc)

Tags:


let's dance

por Liana, em 26.08.13

Autoria e outros dados (tags, etc)


volto, pra mim, pra casa.

por Sara, em 26.08.13

Em cada canto deixa-se uma janela, murmúrios de outrem, uma calçada, um pôr de sol, talvez se tire uma fotografia, mas é passageiro, não se olha para trás, passa e anda; por isso volto a casa, compraria o bilhete do que fosse para voltar, para mim. 

Autoria e outros dados (tags, etc)


entre aspas

por Sara, em 25.08.13
I buy books and tell myself that I am buying wisdom and at the end of my life, I own a house full of books.

— Ken Chen

Autoria e outros dados (tags, etc)

Aprendi que já não basta o interior da casa ser esbelto e elegante para se comprar uma casa, as paredes, o telhado,… resumindo: o que está à vista, e aquilo que os olhos curiosos apenas conseguem ver é o factor maioritário, aquele que pesa mais na balança invisível nas mentes da sociedade. E engane-se se pensa que é de agora este problema, pois o preconceito vem já de lá trás. Agora quase tudo se compra (isto numas cabeças).

Pois então tratemos de colocar bem os pontos nos is para não sermos levados pelas bonitas aparências que passam na rua. A rua que agora está tão repleta de mentiras, de enganos, de trafulhices que nem a calçada bonita, todas aquelas pedrinhas juntas, juntas para um bom reflexo nos nossos olhos, me encanta; a beleza já deixou de chegar ao meu cérebro. Agora apenas à noite quando toda a rua é iluminada pela luz amarelada dos candeeiros é que passo por lá, para me recordar daquilo que agora sou, hoje. 

Autoria e outros dados (tags, etc)

Tags:


às vezes. como se...

por Sara, em 21.08.13

às vezes não me sinto eu,

Autoria e outros dados (tags, etc)

Tags:


emprestadado

por Sara, em 14.08.13

São duas mãos dadas. Não podemos sair de nós? Olhos que nos rodeiam, vamos nos juntar a eles. São memórias que vejo, não pessoas felizes. Dou por ela e não estou realmente a dar a mão a alguém. É a minha memória. Saí de mim e é isto que vejo. Uma pessoa que não vê pessoas mas sim memórias. Triste, não? Mas não acho que seja a única.

Esqueletos andantes. Palavras distorcidas. Provérbios que se dizem sem saber o significado. Expressões que não são nossas. Frases repetitivas. Imagens que não saem da cabeça.

É, é isto. Texto sem nexo. Palavras foleiras. 

por Só Sara, em 30.12.12

Autoria e outros dados (tags, etc)


A caixa que não nega

por Liana, em 12.08.13

 

Ainda tenho que superar o antes mas vem logo o depois. Não é engraçado como a vida é retirada tão facilmente e de tal ordem cruel. Mas a força vem da cegueira e um pôr-de-sol não a retirará, creio eu. 

Autoria e outros dados (tags, etc)

Tags:

Pág. 1/2



Mais sobre mim


Subscrever por e-mail

A subscrição é anónima e gera, no máximo, um e-mail por dia.

Arquivo

  1. 2014
  2. J
  3. F
  4. M
  5. A
  6. M
  7. J
  8. J
  9. A
  10. S
  11. O
  12. N
  13. D
  14. 2013
  15. J
  16. F
  17. M
  18. A
  19. M
  20. J
  21. J
  22. A
  23. S
  24. O
  25. N
  26. D