Saltar para: Post [1], Comentários [2], Pesquisa e Arquivos [3]



Limpeza

por Sara, em 01.05.13

Estou a limpar os meus rascunhos todos gatafunhados, custa ver aquelas palavras de um ano atrás. O que tenho que fazer é agarrar-me às que escrevo agora. Coisas que nos pareciam definitivas, claras e sem vento a abanar as coisas frágeis, agora, agora sim, digo que era uma coisa prematura, talvez a começar com a ponta errada, o que fazer… Pessoas que fizeram parte do nosso caminho para algum lado, qualquer que seja, talvez ainda não saibamos- passageiros, colegas de caminhada. Como aqueles que se encontram no parque, todos os fins-de-semana. Engraçado como se é capaz de se relacionar assim tão facilmente, digo eu. Ou mesmo os passageiros ficam a ganhar raízes, afinal tem que começar por algum lado. Outros simplesmente são fogazes, são mesmo passantes, como a palavra diz, passaram e andaram, é só e já chega. Isto faz-me lembrar de um texto que escrevi há tantos meses que já lhe perdi a conta, sei que admiti que já passei pelos três: passageiro, passante e por fim permanente, que meus caros, espero que seja para durar. É tão de repente que se perde, e demora tanto a ganhar. Talvez seja para ver quem entre para dentro das muralhas, feitas para proteger ou quem sabe impedir a saída? Prisioneiros com vontade, e sem planos mirabolantes para fugir. E nem sei como é que me esqueci deste. Os que morrerem, que vão para o jardim das tabuletas, cidade dos pés juntos, ainda não passei por esse, que continuem a ir à minha frente. Antes dizia que queria ser cremada, posta num pote qualquer e guardada num sítio também qualquer, pouco me importa, só não queria ser comida pelos bichos nojentos. Mas agora, que também começo a crescer mais um bocado, acho que vou-me deixar na terra sossegadinha, com as minhas mãos juntas, continuar o ciclo. 

{#emotions_dlg.meeting}

Autoria e outros dados (tags, etc)

Tags:


7 comentários

Sem imagem de perfil

De lou a 06.05.2013 às 14:19

gosto de ver o amor sempre pelo lado proibido.
Imagem de perfil

De dolcescrittora a 08.05.2013 às 21:58

penso sempre isto quando revisito os meus diários. e é engraçado ver do que é feito das pessoas que já passaram na nossa vida, como conhecemos as que permanecem, todas as mudanças. por isso é bom ter tudo retratado, embora muita dor advenha aquando a leitura.
Imagem de perfil

De meninapequenina. a 10.05.2013 às 18:40

Os textos do passado tem sempre um sabor diferente no presente.
Sem imagem de perfil

De ariana a 12.05.2013 às 20:10

peço desculpa pela demora, mas amanhã respondo-te sem falta!
Sem imagem de perfil

De ariana a 12.05.2013 às 20:32

não, tenho me lembrado quase todos os dias, só não tenho é tido tempo!
e tens de ressuscitar o twitter, passo lá a vida agora.
Sem imagem de perfil

De ariana a 12.05.2013 às 20:38

não devias, lá tudo soa interessante.
Sem imagem de perfil

De ariana a 12.05.2013 às 20:55

estás à vontade, sabes qual é o perfil?
já conhecia o site, não me consigo entender com aquilo como deve de ser, eu uso um programa que também é muito bom!

Comentar post



Mais sobre mim


Subscrever por e-mail

A subscrição é anónima e gera, no máximo, um e-mail por dia.

Arquivo

  1. 2014
  2. J
  3. F
  4. M
  5. A
  6. M
  7. J
  8. J
  9. A
  10. S
  11. O
  12. N
  13. D
  14. 2013
  15. J
  16. F
  17. M
  18. A
  19. M
  20. J
  21. J
  22. A
  23. S
  24. O
  25. N
  26. D